Gerenciamento de crise: o que você precisa saber para melhorar sua situação

5 dicas para ter sucesso nas vendas por WhatsApp
16 de março de 2020
Saiba por que seu negócio precisa marcar presença on-line em momentos de crise
9 de abril de 2020
Mostrar tudo

Gerenciamento de crise: o que você precisa saber para melhorar sua situação

Praticamente todo empresa já passou por uma crise, em menor ou maior grau. A sensação é de que o tapete sobre o qual você estava pisando foi puxado sem nenhum aviso e você precisou correr contra o tempo para impedir que tudo desmoronasse, não é mesmo? Nessas horas, é natural ficar desesperado e sem rumo, afinal, muita coisa importante está em jogo. Porém, você pode gerenciar a crise para evitar ainda mais perdas e melhorar a situação da companhia.

Diante de contratempos totalmente imprevisíveis, como a pandemia causada pela doença Covid-19, também conhecida como Coronavírus, parece que ninguém está preparado para lidar com as consequências de algo assim. E realmente ninguém está, pois é uma situação única. No entanto, isso não significa que não existam medidas que podem ser aplicadas em seu negócio para aliviar os efeitos negativos dessa crise.

Planejamento é mais essencial do que nunca

Diante de circunstâncias tão avassaladoras, o planejamento torna-se ainda mais indispensável. Informações novas chegam e precisam ser repassadas o tempo todo. Além disso, planos precisam ser alterados e adaptados frequentemente nessas situações. Mesmo assim, sua companhia deve separar um tempo para alinhar estratégias e avaliar os novos contextos para programar suas próximas ações.

O planejamento regular ajuda você a se organizar melhor, mantendo a sensação de normalidade, que é tão importante numa crise. Sem se planejar, você acaba agindo apenas de forma reativa, o que pode prejudicar os resultados esperados. Lembre que pouco planejamento ainda é melhor que nenhum planejamento.

Outra vantagem de organizar as próximas medidas é que você poderá pensar em um plano B para caso outro imprevisto ocorra. E o planejamento serve ainda para alinhar as ações e ter novas ideias com seus colaboradores. Assim, é possível manter a sintonia entre todos, refletindo no que é passado ao público-alvo de vocês.

O monitoramento não deve ficar de lado

Quando ficamos de cabeça para baixo, acabamos não priorizando a mensuração, já que ela se torna algo menos urgente diante de ações que devem ser tomadas mais rapidamente. Contudo, evite ignorar dados que mostram como seu público-alvo está se comportando. De nada adianta elaborar um plano bem redondo se ele vai em direção oposta ao que seus clientes/consumidores têm feito e esperam?

Transparência gera confiança

As pessoas estão acostumadas com empresas que dialogam de maneira transparente, mantendo um canal de comunicação aberto e sem esconder o jogo ou mascarar a realidade. Ao ser o mais honesto possível em suas mensagens, você aumenta a confiança que seu público tem na organização. Fingir que nada está acontecendo pode ser muito arriscado, pois seus consumidores tendem a indagar, comentar e até criticar quando medidas críticas não são devidamente explicadas.

Colaboração te leva mais longe

Em momentos críticos, o isolamento deve ser físico, não no âmbito das ideias. Isso significa que, por mais que você não esteja trabalhando perto de seus colegas por um tempo, vocês ainda podem trocar ideias e informações o tempo todo, para pensarem nas melhores formas de agir.

A colaboração não vale somente entre profissionais da mesma empresa. É importante manter parcerias valiosas para o seu negócio. Você pode estar perdido e não ter todas as respostas, mas seu parceiro pode ajudar a “dar uma luz”, seja para medidas emergenciais ou estratégias mais duradouras, focadas no engajamento e na conservação do seu público-alvo.

O trabalho com parceiros pode ser o que fará a diferença, por exemplo, no marketing digital do seu negócio. A forma mais adequada de comunicar suas ações pode ser avaliada em conjunto com quem sempre esteve ao seu lado ou com quem pode começar a te auxiliar nesta crise. Isso garante mais segurança, pois você evita ações precipitadas e que possam gerar um impacto negativo, ainda mais num momento tão delicado.

Sem pânico

Sabemos que a vontade é de gritar em um momento de crise, ainda mais quando tudo parece estar fora de controle. Talvez até seja melhor gritar para extravasar a angústia que você está sentido (desde que faça isso num momento privado, não com seus colaboradores). Depois de respirar fundo, lembre que ficar em pânico só vai piorar a situação e ver apenas o lado negativo também.

É nessas horas que você precisa dar o braço a torcer e pedir ajuda, seja de colegas ou de parceiros. Você pode não estar enxergando aquela luz no fim do túnel sozinho, mas outras pessoas que estão ao seu lado nessa batalha podem ter uma lanterna para iluminar o seu caminho, fazendo você chegar ao fim dele de forma menos conturbada.

Não se esqueça: pode parecer que a crise será interminável, mas ela terá um fim eventualmente. É claro que, diante de circunstâncias muito extraordinárias, sair dessa situação tende a levar mais tempo. No entanto, o túnel longo e escuro em que você se encontra vai terminar uma hora, e graças à colaboração interna e ao trabalho com parceiros, será menos complicado sair dele.

A Propaga’tur está aqui para te ajudar no que for preciso no gerenciamento da sua crise. Fale conosco para tirar suas dúvidas!

Deixe seu comentário!